Objetivos

O Encontro Semana Aprender ao Longo da Vida irá decorrer, no dia 18 de novembro de 2016 (sexta-feira), no Auditório 2 da Fundação Gulbenkian, em Lisboa, promovido pela Associação O Direito de Aprender.

 

Prevê-se que o Encontro tenha a seguinte estrutura: 

(i) Desenvolvimento Sustentável e a Educação de Adultos (Comunicações e Painel)

(ii) A Educação de Adultos em Portugal – que desafios enfrenta atualmente e que caminhos se perspetivam (Comunicações)

(iii) Associações de Educação de Adultos – que papel? (Debate)

(iv) Entrega do prémio da Semana ALV com apresentação pública de três projetos concorrentes

(v) Apresentação das conclusões finais

 

Vivemos num mundo cada vez mais integrado e globalizado. O impacto da iliteracia é muito mais abrangente do que se pode imaginar.

Se uma pessoa é completamente ou funcionalmente analfabeta, fica presa num ciclo de pobreza com oportunidades limitadas de emprego ou um salário baixo. Mas os custos ultrapassam as questões relacionadas com aspetos salariais: a iliteracia pode ter como consequências: problemas de saúde, desintegração social e dificuldades em enfrentar os desafios tecnológicos que estão em permanente evolução, dificuldades de participação através do exercício de uma cidadania ativa.

 

Um tema que toca a todos é a Educação para o Desenvolvimento Sustentável e esse será o tema abordado durante a parte da manhã do Encontro.

Os indicadores ambientais, económicos e sociais dizem-nos que o nosso modelo atual de progresso é insustentável. As mudanças climáticas estão a destruir o nosso caminho para a sustentabilidade. O nosso mundo enfrenta desafios iminentes e tem com recursos cada vez mais limitados. O desenvolvimento sustentável oferece a melhor oportunidade para ajustar o nosso rumo.

Temos de colocar o nosso mundo num desenvolvimento mais sustentável. Claro que continua a ser um desafio vital concretizar e educar para a sustentabilidade. Sem educação não pode haver um desenvolvimento sustentável. A educação capacita as pessoas, proporcionando-lhes o conhecimento, as competências e a confiança de que precisam para criar um futuro mais estável e pacífico, sendo, portanto, a chave para a edificação de sociedades mais ecológicas.

O desenvolvimento sustentável não pode ser alcançado exclusivamente por meio de soluções tecnológicas ou instrumentos financeiros. Para o conseguir, é necessário transformar a maneira como as pessoas pensam e atuam. As pessoas não precisam de aprender só para conseguir um trabalho, precisam de aprender continuamente para participar social e politicamente.

Continuamos a ver a aprendizagem ao longo da vida como uma utopia. As pessoas não sabem como fazê-la, como aplicá-la, como potenciá-la, porque o sistema educativo não reconhece que se aprenda informalmente.

O atual sistema educativo está quase obsoleto e é preciso inovar e desenhar um novo que pode ser diferente em cada uma das sociedades. No entanto, todos reconhecem que é necessário estar sempre a aprender.

É preciso reconfigurar o atual sistema na perspetiva da educação e da aprendizagem ao longo da vida e de se certificarem diferentes tipos de conhecimento.

A responsabilidade de sermos capazes de enfrentar o futuro de forma positiva e com todas as capacidades, conhecimentos e competências necessárias passa não só pelo Estado mas também por cada um de nós.

Refletir sobre os caminhos e desafios que a Educação de Adultos precisa de enfrentar neste quadro em mudança é o tema que será abordado no início da tarde do Encontro.

 

Surgiram e ressurgiram recentemente algumas Associações em torno da Educação de Adultos.

Vamos convidar várias Associações a participarem num painel, onde se discutirá qual o papel que essas Associações pretendem ter na realidade portuguesa e perceber o que as distingue e une.

 

No Encontro prevê-se um período de apresentação de comunicações.

As pessoas que estiverem interessadas em fazer uma intervenção poderão candidatar-se, através do preenchimento de uma ficha de comunicação, manifestando em que tema a sua intervenção se adequa:

- “Desenvolvimento Sustentável e a Educação de Adultos”

- “A Educação de Adultos em Portugal – que desafios enfrenta atualmente e que caminhos se perspetivam”

Ficha Comunicação, disponível aqui

O tempo da comunicação não poderá exceder os 15 minutos.

O texto da comunicação a enviar deverá ter entre 5000 e 6000 carateres (com espaços). 

O prazo de envio de comunicações termina a 8 de novembro de 2016. Os autores serão informados da aceitação da sua comunicação para apresentação no Encontro até 10 de novembro de 2016

 

Inscrições para assistir ao Encontro

As inscrições para assistir ao Encontro na Gulbenkian terão o limite de 300 pessoas e só poderão ser feitas eletronicamente através deste site

A inscrição tem o custo de 15 euros. Depois de se registarem, deverão:

- fazer o pagamento através de Multibanco para o seguinte IBAN da Caixa Geral de Depósitos: PT50 003500270008163483055

- digitalizar o recibo e enviar para o seguinte endereço de e-mail: aprender@direitodeaprender.com.pt