Município de Ílhavo obteve uma Menção Honrosa no Prémio Semana ALV 2018

A Menção Honrosa foi atribuída pelas respostas às novas necessidades sociais e à defesa de um envelhecimento ativo que o Município de Ílhavo desenvolve.

Com um Índice de Envelhecimento de 134,4% (2017, PORDATA), Ílhavo não foge à realidade do envelhecimento populacional sentindo, por isso, a necessidade de repensar as estratégias de intervenção para responder às novas necessidades sociais e de defesa de um envelhecimento promotor de bem-estar e qualidade de vida. Para tal, recorrem a estratégias que procuram minimizar o impacto dessa realidade nas diferentes áreas sociais – emprego, serviços de saúde, segurança social, exclusão social, conflitos geracionais.

Recusando a simples ocupação de tempos livres, tem concretizado projetos que vão ao encontro da aprendizagem ao longo da vida, da intervenção cultural e artística e com uma marcada visibilidade pública.

Atividades relevantes desenvolvidas

No Município de Ílhavo, existe uma grande preocupação na planificação de dinâmicas para a população com mais de 60 anos, destacando-se as atividades de intervenção sociocultural e de estimulação numa filosofia que assenta no apoio aos cidadãos mais velhos através da promoção do seu bem-estar e autoestima, do combate à exclusão social e da valorização das suas capacidades, competências, saberes e cultura. As atividades estão subordinadas a um plano anual e são desenvolvidas em diversos espaços, sublinhando-se o Fórum Municipal Maior Idade, sito na Gafanha da Nazaré, inteiramente dedicado a estas dinâmicas. Este e outros espaços, como o Espaço Maior Idade de Ílhavo e o Edifício Socioeducativo da Gafanha da Encarnação, com uma utilização polivalente, contam com a colaboração permanente de uma equipa multidisciplinar. Deste modo, recusando a simples ocupação de tempos livres, tem sido possível concretizar efetivos projetos que vão ao encontro da aprendizagem ao longo da vida, da intervenção cultural e artística e com uma marcada visibilidade pública (exemplificando, a decoração natalícia de equipamentos municipais ou a transformação de mobiliário que serve de cenário ao Festival da Rádio Faneca). Nesta aprendizagem contínua e ao longo da vida, têm sido paralelamente valorizadas atividades intergeracionais. Nesta sequência, em 2017, foi criado o projeto «Ser Velho é Mau?», com sessões dirigidas a alunos de estabelecimentos do 1.º CEB em que os mais velhos são os animadores e ainda o projeto «Vamos à Ílha ‘vô», com a colaboração da universidade sénior local, investindo na teatralização de histórias locais seculares dirigidas aos jardins-de-infância locais.

Nas dezenas de atividades dinamizadas, contamos com uma participação de cerca de 20.000 frequentadores, anualmente, todos residentes na comunidade.

De realçar que para a concretização das atividades são estabelecidas parcerias com uma diversidade de instituições locais e nacionais, o que tem permitido alargar as intervenções da esfera circunscrita dos espaços para outras territorialidades, bem como a criação constante de novas atividades em permanente adaptação à realidade.

Passam-se a elencar parte dos projetos, mais relevantes, ora quanto à sua adesão por parte da população sénior, ora quanto ao seu cariz inovador, nomeadamente:

- Fórum Municipal da Maior Idade (2013) - Espaço multifuncional que assume a centralidade da intervenção relativa à população sénior;

- Idolíadas – A Arte da Maior Idade (2014) - Projeto que reúne idosos, instituições e a comunidade, desenvolvendo trabalhos específicos nas áreas do teatro, música, dança, arte plástica e na criação de um vídeo promocional, que culmina na competição de 6 equipas compostas por 15 elementos;

- Boletim informativo (2004) - Publicação quadrimestral intitulada ‘Maior Idade Ativa’ que aborda temas de relevo para a população sénior, reformulado no ano de 2018 passando a assumir um formato de Revista de carateres maiores e de fácil manuseamento;

- Atividade Física ‘Movimento Maior’ (2006) – Modalidades de Boccia, danças de salão, exercícios de manutenção, hidroginástica, iniciação à natação, técnicas de relaxamento e zumba.

- TeatralIdades (2014) – Atividade que conta com uma encenadora, incidindo na área do Teatro;

- Espaços Maior Idade (2007) – Três espaços polivalentes de intervenção dirigida à população sénior, nos quais são desenvolvidas atividades de animação sociocultural;

- Semana da Maior Idade (1999)- Uma semana inteiramente dedicada à população sénior organizada como forma de a manter mais ativa e mobilizada para a vida comunitária composta por visitas culturais, espetáculos de teatro, saraus. Em 2018, conta com mudanças, começando pela alteração da designação para “Festival Cabelos Brancos”, estendendo a duração para uma quinzena. Mantem-se a valorização da participação sénior, com a exploração de temas como a Arte (aposta em diversas criações artísticas), a Mudança, os Km’s e a Tradição;

- Tomarias Tu Ser Velho (2017) - Diferentes equipamentos culturais e cívicos do Município constroem atividades dirigidas à mudança de mentalidades;

- O Saber Não Ocupa (2017) - Sessões de discussão e reflexão em torno de várias problemáticas da atualidade, contando com a colaboração de especialistas nas temáticas;

- Uma Colher de Café com... (2017) Sessões dinamizadas por pessoas mais velhas da comunidade, que partilham o seu percurso de vida, numa conversa informal.

- Sabores Maiores (2017) – Sessões de demonstrações gastronómicas;

- Vocação Maior (2016) – Programa de voluntariado, em que os idosos ocupam os seus tempos livres com diversas tarefas nas mais diversas vertentes, tais como social, cultural e intergeracional, indo ao encontro dos seus interesses e potencialidades;

- Ílhavo In (2016) - Um miniautocarro, a preços simbólicos, que, para cada dia da semana, tem uma rota diferente, abrangendo todas as freguesias e localidades distantes do concelho;

- Gabinete de Apoio à Família (2017) – Espaço dirigido a todas as famílias que necessitem de apoio para a adaptação a crises esperadas ou inesperadas com que se deparem. Esse apoio passa pelo atendimento, aconselhamento, apoio psicoterapêutico e encaminhamento para outras respostas e serviços adequados aos problemas apresentados;

- Cartão Família (2016) - Cartão destinado a agregados familiares com 3 ou mais dependentes, incluindo não apenas menores dependentes, mas também pessoas portadoras de deficiência e pessoas idosas. Promove o acesso a benefícios na aquisição de bens e serviços, proporcionados por entidades públicas e privadas;

- Produtos de Apoio (2015) – Produtos, na modalidade de empréstimo, para pessoas portadoras de deficiência e/ou idosos em situações de dependência;

- Atividades pontuais - Ao longo do ano são realizadas atividades variadas tais como bailes, workshops, ações de sensibilização, Gala do Movimento Maior, Sarau da Maior Idade, entre outras.